quinta-feira, 18 de novembro de 2010

SEGREDOS PARA O AVIVAMENTO ESPIRITUAL

Então, eu disse: semeai para vós outros em justiça, ceifai segundo a misericórdia; arai o campo de pousio; porque é tempo de buscar ao SENHOR, até que ele venha, e chova a justiça sobre vós - Oséias 10:12


Quem nunca teve uma decepção na vida? Creio que todos nós. Todos os dias decepcionamo-nos com as pessoas, com o meio em que vivemos; decepcionamo-nos com a igreja, com o pastor, com o evangelista, decepcionamo-nos até conosco mesmo. Creio que o grande problema da decepção está na expectativa. Nós planejamos alvos, sonhamos com alguma coisa, projetamos sonhos e esperamos vê-los cumpridos, mas... decepção, dá errado, e como que uma lacuna, um espaço, um vazio, um buraco se faz em nosso interior. Vemos grandes potenciais sendo anulados. No tempo de seminário tive uma grande decepção, um grande abalo. Um príncipe, um herói, um servo, um amigo, um irmão, uma pessoa que eu aprendi a respeitar, a amar, a imitar. Tão grande era o galardão desse homem que Deus resolveu levá-lo para si. Um acidente entre Belo Horizonte e João Monlevade (MG) ceifou a vida do seminarista Evantuir Aristóbulo Rios Pereira. Evantuir era o grande "nome" de nossa turma. Humilde, piedoso, pai e esposo exemplar, estudioso, versado no grego e hebrico; pregador ardoroso, apologeta brilhante. Mas, pouco antes de nossa formatura, Deus o tomou para si.
O livro de Oséias é o livro das decepções, dos sonhos frustrados, das expectativas anuladas. Deus tinha uma expectativa com relação a Israel, e o sonho de Deus é frustrado. Deus tipifica isso na vida de Oséias, o profeta. Deus ordena que Oséias se case com uma mulher prostituta. E este relacionamento de Oséias com Gômer, a prostituta, é símbolo do relacionamento de Deus com o povo de Israel. Ou seja, Deus tirou a Israel do meio da iniquidade, da devassidão da idolatria e restabeleceu-o, deu-lhe lugar de honra, deu-lhe proteção, um casamento, filhos, um marido. Deus sonhou, teve expectativas para com Israel, mas, decepção. Gômer traiu Oséias, voltou à prostituição, cuspiu no prato de prata que comeu.
Deus tinha uma expectativa para com Israel. No contexto anterior do texto lido vemos exatamente esta cena, representada por outra figura (11). "Porque Efraim (a maior tribo) era bezerra domada que gostava de trilhar”. Qual era a expectativa de Deus? Derramar abundantes bênçãos sobre Israel: “Chover justiça sobre seu povo” (12). Esta era a expectativa de Deus, derramar, fazer chover justiça sobre o povo, símbolo de um avivamento espiritual.
Avivamento é Povo em harmonia, em consonância plena com a vontade de Deus; o povo entendendo, de fato, como Deus é, e como Ele age. Por isso as épocas de avivamento são épocas em que o poder de Deus manifesta-se maravilhosamente entre seu povo.
No entanto, Decepção: observe o contexto anterior: “Castigarei o povo na medida do seu desejo; e congregar-se-ão para ele os povos, quando eu punir por causa da dupla transgressão (10). E posterior “Arastes a malícia, colhestes a perversidade, comestes o fruto da mentira....” (13). Decepção, expectativa anulada. Deus queria abençoar, mas o povo agiu de forma contrária.
Há responsabilidade humana para com o avivamento espiritual! Todos precisamos de um avivamento em nossas vidas, de Deus derramar justiça sobre nós. E o texto básico, Oséias 10:12, demonstra 3 segredos para um avivamento espiritual .

1- SEMEAR EM JUSTIÇA (Investimento Pessoal)
semeai para vós outros em justiça
O avivamento é uma obra que vem de Deus, é verdade. No entanto, os grandes intervenções de Deus, na história, são dadas em resposta ao clamor de seu povo. Deus é soberano. Isso é tremendo! As nações diante dEle, diz-nos as escrituras, são consideradas como um pingo dágua que cai do balde. Mas o fato de Deus ser soberano não exclui ou diminui em nada a nossa responsabilidade. Todos os atos libertadores de Deus na história, foram dados em resposta às orações de seus servos. Isso é tremendo!
Porquê assim? Porque Deus decidiu que assim o fosse. Deus em sua livre e soberana vontade decidiu que eu e você fôssemos COOPERADORES dEle em sua obra (1ª Co 3:9). Deus respondeu, no Egito, quando o povo clamou. Outra vez, irado, resolveu destruir o povo, mas Moisés clamou. Então Deus transportou uma nação inteira (600.000 homens) pelo deserto, por causa da intercessão de 1 homem.
Hoje, a nossa redenção, a nossa salvação torna-se eficaz por causa da intercessão de Jesus Cristo, no ministério que ele exerce por nós, nos céus, como eterno mediador e intercessor (Hb.7:25; 1Tm 2:5). Quem nos condenará? É Cristo Jesus quem morreu, ou antes, ressuscitou, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós (Rom. 8:34). E o Espírito Santo que está dentro de nós também intercede por nós COM GEMIDOS INEXPRIMÍVEIS ( RM. 8:26). O próprio Deus não abriu mão do ministério da intercessão. Deus permitiu que o povo fosse para o cativeiro porque procurou 1 para se colocar na brecha e interceder, porém a ninguém ele encontrou! “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro, e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu a não destruísse; mas a ninguém achei” (Ez. 22:30).
O que queremos dizer com tudo isso? Apenas uma coisa: Deus quer que façamos a nossa parte. Ele sendo soberano, pode fazer sem nossa ajuda, mas Ele decidiu que asssim fosse, que nós participássemos com Ele.
Deus quer derramar, chover justiça sobre seu povo, no entanto, o requisito é que semeemos em justiçaA palavra “justiça” significa em última instância conformidade com a lei e a vontade de Deus. O Reino de Deus, é um Reino que se manifesta em justiça, ou seja em igualdade de direitos e deveres para todos. A palavra justiça é uma das mais faladas, quando vemos o pobre e o menos favorecido sendo oprimido cada vez mais. Justiça significa estar de acordo em conformidade, mas não com as regras dos homens que são falíveis, mas com a vontade de Deus, aleluia!!
Então, "semeai em justiça", ou seja, faça um investimento próprio em sua vida; faça todo o possível para estar de acordo com a vontade de Deus. Deus tem a expectativa de abençoar sua vida. Então, Semeai em justiça e Deus derramará chuva de justiça em sua vida.
Quer um avivamento em sua vida? Faça a sua parte! Suzana Wesley orou por seus filhos (19 filhos). Deus respondeu: derramou um avivamento sobre seu filho, o 16º (John Wesley), este tornou-se um grande avivalista, pregou por toda Inglaterra, ao ponto de em todo país em seus dias, não se encontrar bebidas alcoólicas.
Invista em sua vida. Coloque-a no centro da vontade de Deus. Ashbel G. Simonton, foi o missionário que trouxe Presbiterianismo para o Brasil em 12 de agosto de 1859. Quando seus pais o levaram à igreja pela primeira vez à igreja disseram: “Nós o consagramos para a tua obra.” Simontom cresceu, foi para o seminário e ao terminar o curso de teologia no seminário de Princeton, recebeu o chamado de Deus para vir trabalhar na obra missionária no Brasil. Um amigo dele diz: “Você vai abandonar a boa vida, aqui nos Estados Unidos, para ir a um país pobre, onde as doenças epidêmicas têm devastado e arrasado muitas vidas. Você vai deixar um lugar de conforto, para ir a um lugar de perigo e tanta insegurança?” Mas ele respondeu: “Não há lugar mais perigoso para um homem, do que ele estar fora da vontade de Deus”.
Meus irmãos e amigos, não há lugar por pior que seja, que ofereça risco por pior que seja, do essa pessoa estiver fora do centro da vontade de Deus. E Simonton concluiu: “Ainda que eu morra no Brasil, na realidade estarei oferecendo minha vida, como aroma suave ao Senhor”! Ele veio e num rápido e meteórico ministério de 8 anos no Brasil deixou marcas indeléveis na história da evangelização brasileira. E creio eu, a história da evangelização do Brasil, e de grande parte do mundo de hoje, deve em parte, ao voto de consagração de uma mãe de um pai, e de um filho que soube buscar a vontade de Deus para a sua vida, soube investir sua vida, soube semear em justiça, fez a sua parte.
Trabalhe, lance a semente, invista em sua vida pessoal com Deus “Busque em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua Justiça, e Deus acrescentará um avivamento espiritual e sua vida” (Mt. 6:33).
Mas vejamos ainda um 2º segredo para o avivamento espiritual:

2- CEIFAR SEGUNDO A MISERICÓRDIA (Investimento social: “no outro”)
ceifai segundo a misericórdia
O bumerangue é um brinquedo que lançamos em várias direções, mas ele é fiel, acaba sempre retornando para nós. A bíblia diz: “tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6). O mesmo profeta Oséias diz “Porque semeiam ventos, segarão tormentas” (8:7). Esta segunda verdade para Deus derramar um avivamento espiritual sobre nós consiste da conseqüência de se “Semear em justiça”, e como um bumerangue que retorna, “colher segundo a misericórdia”.
Naquele tempo, no período das colheitas, o dono da propriedade não deveria colher os cereais que caíssem dos balaios, nem os esquecidos nos pés. Essa parte era dos pobres, das viúvas e órfãos, dos escravos. Rute usou desse meio de subsistência, no campo de Boaz. Deveriam aprender a ser misericordiosos, porque, Deus havia sido misericordioso com ele. Em última instância era Deus, o dono da propriedade. Este era o ensino. Deus é soberano, e vocês estão em pé de igualdade com os menos favorecidos, amanhã poderá ser você o necessitado!
Há algum tempo ministrei sobre dons espirituais e diferenciei dois dons poucos tratados na igreja: Dom de Serviço (ministério) e o Dom de Misericórdia. Imagine uma pessoa caída num poço. Quem tem o Dom de serviço joga a corda para a pessoa pegar e a puxa para ciama. Já quem tem o Dom de Misericórdia desce até lá para sentir as mesmas dores e sair de lá com a pessoa.
“Ceifai segundo a misericórdia!”. Veja a sutileza do texto. Em relação à sua vida: Invista em justiça e Deus derramará justiça, Mas, em relação ao outro, invista m misericórdia, não em justiça. Não exija tanto das pessoas, seja misericordioso, invista no outro em misericórdia. Misericória  é colocar o nosso coração “Cardia” na miséria do outro. Esta palavra trás em seu bojo a idéia de amor verdadeiro, fidelidade, devoção, intimidade. É sentir a fome que o outro sente, é descer ao fundo do poço, é dar a capa se te pedirem as vestes, é andar 2 milhas se te pedirem para andar uma. Para o avivamento vir, a parte humana consiste de colher em misericórdia. Deveriam aprender a investir no outro, se preocupar verdadeiramente como outro, é viver uma vida altruísta.
A atitude do pelicano:
Dizem que quando o pelicano sai procurando alimento para seu filhote e não encontra, o que ele faz? Ele rasga o seu peito com o bico e pega de seu próprio sangue com o bico e o alimenta seu filhote com o seu próprio sangue. Você está disposto a fazer o que for preciso para que abençoar o outro? Você está disposto a fazer o que for preciso para um avivamento em sua vida?
A mulher da mão deformada:
Certa moça tinha uma mãe que possuía uma das mãos toda deformada. Sua filha sempre olhava para aquela mão feia, toda retorcida e ficava curiosa para saber o que era aquilo. Um dia ele tomou coragem e perguntou à sua mãe porque a mão de sua mãe era tão feia. A mãe lhe respondeu: “Filhinha, eu nunca lhe contei esta história. Você era bebê e um dia a nossa casa pegou fogo. Você estava deitada no seu berço e eu desesperada corri para pegar você, e as chamas já ardiam literalmente queimando o seu quarto e seu berço. Eu então para poupar você, para livrá-la das chamas, tive de enfiar literalmente a mão no fogo e a minha mão foi queimada. Por isso eu tenho a mão tão feia.” Aquela menina começou a chorar e as lágrimas a rolarem pela face então disse: “Mamãe, suas mãos são tão lindas!”
Você está disposto a fazer o que for possível seus semelhantes sejam arrebatados do fogo? Então colha em misericórdia, abençoe o outro. O fato de Deus ser soberano, ter todo poder na mão, não te livra de sua responsabilidade pessoal. Lancemos o "bumerangue", segundo a misericórdia, porque Deus foi misericordioso conosco. E Deus derramará um avivamento espiritual sobre a nossa vida.
Mas, por fim, o texto fala-nos a respeito de um terceiro segredo para o avivamento espiritual:

3- ARAR O CAMPO DE POUSIO (abertura para novas possibilidades)
arai o campo de pousio
Deus quer derramar bênçãos do avivamento sobre sua igreja, o avivamento espiritual vem dEle, é verdade, mas, Ele decidiu que nós devemos clamar por ele. O profeta Habacuque clamou: “Aviva Senhor a tua obra... (Hc 3:2)”. Arar o campo de pousio. No hebraico quer dizer: Arar um campo ainda não cultivado, um campo virgem. A idéia é: mude de campo; esteja aberto para um novo relacionamento comigo. Esteja aberto para experiências novas com Deus. Aprenda a mudar, até mesmo em relação à misericórdia. Procure Ter um relacionamento novo comigo. Eu sou um Deus de coisas velhas, mas também de coisas novas
Até mesmo a misericórdia precisa mudar. Não se pode ser misericordioso sempre. Certa pessoa que disse ter se convertido (era um envolvido com drogas); depois de 6 meses regressou às drogas. O Pastor conversou, instruiu, ajudou. Foi longânimo durante 2 anos, sempre havendo repetição do faltoso. Até que um dia a misericórdia acabou. O pastor falou-lhe cara a cara: “A partir de hoje, não oro mais com você, você nunca se converteu, nunca foi crente, você é uma vergonha e uma desgraça para a Igreja. Você é um câncer no corpo de Cristo, você sempre foi um lobo em pele de ovelha. Você não está apenas disciplinado, você está excluído da igreja da qual você nunca fez parte. Oro pela sua vida esperando que Deus tenha misericórdia de você, porque se você morrer hoje, do jeito que está, você vai para as profundezas do inferno, porque lhe falta confirmação de sua conversão. Se o pecado te domina, é porque você nunca foi libertado e se você nunca foi libertado, você nunca foi transportado do Reino das trevas, e se você não foi transportado do reino das trevas, você nunca foi crente, e se você nunca foi crente, você é um incrédulo, um filho de Satanás; Eu não tenho nada contigo!"
Amados é preciso aprender a mudar de campo. Infelizmente tem pessoas que aprenderam algo de certa forma e jamais estão dispostas sequer a pensar em mudar. Estamos num mundo que está em pleno desenvolvimento. É óbvio que há aspectos, na vida cristã que são inamovíveis, mas nem tudo. Pessoas que não abrem mão, acham que servir a Deus é somente do jeito que elas sabem, acham que cultuar a Deus é somente dessa forma, acham que o culto é somente isso. Precisamos estar abertos a novas experiências com o Espírito de Deus. Não limite a vida cristã à mediocridade. Esteja aberto para Deus agir como, quando e do jeito que Ele quiser em nossaas vida: “Rogo-vos pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis vossos corpos por sacrifício vivo, santo, e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12: 1-2).
O cristão é comparado à águia, e a águia é um pássaro majestoso, mas creio que a capacidade maior que a águia possui, é a capacidade de entender quando ela não é mais a mesma, e precisa renovar, mudar. Leia comigo o Salmo 103:5a tua mocidade se renova como a da águia”. A águia não aceita a derrota e a mesmice; ela prefere a morte à mesmice e à rotina. Quando começa a perceber que seus movimentos não são mais o mesmos, que suas penas estão gastas e etc, ela se isola, sobe para um lugar deserto daí começa a arrancar suas penas uma a uma com o bico, depois esfrega o bico na rocha e vai devagarinho rasgando o bico até ficar na carne e sangue, depois começa a bater suas garras da rocha, até quebrá-las uma a uma. Ela se transforma numa cena horrível, mas, paga o preço da mudança, da renovação. Depois de um tempo, tudo nasce de novo e ela está pronto para a batalha. Penas mais lindas e resistentes (vencem a tempestade isola do calor), bico e garras novas (defesa e ataque). Eis a lição: não se conformar em ser um ser insignificante como ela estava se tornando. Isso é próprio dela pois está em seu sangue, só há uma opção é vencer ou vencer! Se não for assim, ela prefere a morte.
Muitas vezes fico triste ao ver cristãos que não entenderam que as alturas, a vitória, o "permanecer nas alturas", o ser vitorioso, é algo inerente a eles. São crentes que não trabalham mas, dão trabalho. Não evangelizam, mas atrapalham a evangelização, eternos imaturos, não aprenderam a dizimar, estão enterrando seus sonhos, seu relacionamento com Deus, parecem uma águia que acha que tem a asa quebrada (conhecem as alturas, sabem o que é olhar de cima, sabem o que é o vento batendo nas faces, mas como se acham com as asas quebradas, sentem-se limitados). É hora de mudar, é hora de arar o campo de pousio, é hora de procurar um campo virgem, um outro campo, um campo novo, um campo que não tenha ainda sido cultivado, é hora de iniciar um novo relacionamento com Deus, é hora de novos desafios.
É hora de clamar por um avivamento espiritual. (George Witfield pregava a um enorme público, quando Deus o usou poderosamente - Leu Hebreus 9: 27 por 3 vezes, sempre depois vinha um silêncio e um grito, morreu alguém (3 pessoas morreram). O temor de Deus tomou conta do povo). Ronaldo Lidório (o grande missionário da nossa geração) está retornou ao Brasil, o trabalho lá (Gana) não mais exige tanto dele. O novo desafio agora, com Deus,é direcionado aos índios brasileiros. Quer que Deus derrame um avivamento sobre sua vida? Semeie em justiça, ceife em misericórdia, are um campo de pousio.
Conclusão:
Qual era o propósito de Deus? Abençoar poderosamente o povo, mas esta expectativa de Deus não foi correspondida. Israel decepcionou. Por isso Deus restaurou com cada um de nós a sua aliança, “veio para o que era seu e os seus não o receberam, mas a todos quanto o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome” (Jo 1:12).
Hoje, através de Cristo Jesus, todos os homens podem agradar a Deus, podem receber semear em justiça, pois Deus aceita o sacrifício de Cristo em nosso lugar. Todos podem colher em misericórdia, pois já entenderam como Deus foi misericordioso com eles. Amamos Ele, pois, ele nos amou primeiro. Podemos deixar de lado o campo antigo, o das boas obras e entrar num relacionamento novo com Deus a todo instante, através de Cristo e de seus méritos.
A palavra continua: “é tempo de buscar ao Senhor até que Ele venha e chova justiça sobre vós”. É tempo, e o tempo é agora. O avivamento vem exatamente quando o caos impera. Nossa época vive caos político, social, familiar, religioso. É hora do avivamento vir sobre nossas vidas. É hora de mostrarmos para este mundo Cristo Jesus, ele é a única esperança, o único meio desse mundo mudar. É hora de buscar ao Senhor. Israel decepcionou, e você tem agora a chance de suprir todas as expectativas de Deus para a sua vida.
Em certa oportunidade num, teatro cheio, um rapaz rapidamente entrou em cena e gritou: Chamas, Chamas! Ninguém prestou-lhe ouvidos, entenderam que era brincadeira, encenação; e ele cada vez mais gritava com mais força: Chamas, Chamas! Quando viu que não tinha mais jeito correu, porque o cenário incendiado começou incendiar-se, até que as pessoas se aperceberam que era necessário entender que era sério e deveriam tomar uma atitude. Tentarm fugir, mas foi inútil, centenas morreram queimados.
Hoje eu desafio você a realizar o sonho de Deus para sua vida entrando em uma aliança eterna com ele. Ai de você se julgar que estou brincando, encenando, ou achar que possui mais tempo. Assim como Deus manifestou sua ira com Israel, ele manifestará com você. Em nome de Jesus, entenda que já “é tempo de buscar ao Senhor, até que venha e chova a sua justiça sobre nós”. Faça a sua parte, agrade a Deus, os segredos para a bênção de Deus derramar sobre sua vida, foram lhes dado nesta noite!

3 comentários:

  1. Há três, talvez quatro, anos estive numa celebração de casamento realizada na Igreja Presbiteriana da Praça ABC, na cidade de BH, e, sabendo que o Evantuir era ligado a ela, fui ao presbítero para saber se ele me fornecia informações sobre ele. Foi quando fiquei sabendo do falecimento do Evantuir. Quer dizer, saber eu até já meio que sabia, mas como a pessoa que me dissera não tinha muita certeza, havia dúvida.
    Qual a minha relação com o Evantuir? Eu fui seu soldado na turma de 1982, no 55º Batalhão de Infantaria, em Montes Claros. Aos 18 para 19 anos se é inexperiente, mas eu conseguia perceber nele um certo destoamento em relação aos demais oficiais e sargentos, já que ele realizava a sua função com competência e muita simplicidade. Simplicidade essa que, da altura dos 47 anos, consigo perceber que sua atitude era de uma pessoa boa. O que o destacava ainda mais, pois o ambiente do exército é duro, fechado, como é próprio de um lugar onde as pessoas estão aprendendo a matar uns aos outros.
    O que mais posso testemunhar? Bem, eu e todos os que estivemos sob a sua responsabilidade tivemos o privilégio de conhecer uma pessoa realmente boa, que nos ensinou muitas coisas além do trivial do quartel.
    Evantuir, que Deus te receba, e que você encontre vários dos seus, inclusive a sua cadela, aquela que foi sua companheira fiel também, e que perdeu lá nos idos de 1982.

    ResponderExcluir
  2. Tenho lido muitas coisas sobre avivamento e os textos em sua maioria levam ao mesmo caminho acrescentando um pouco aqui e um pouco ali. Mas esse texto me acrescentou muito . É uma ótima explanação do texto. Excelente!

    ResponderExcluir
  3. Tenho lido muitas coisas sobre avivamento e os textos em sua maioria levam ao mesmo caminho acrescentando um pouco aqui e um pouco ali. Mas esse texto me acrescentou muito . É uma ótima explanação do texto. Excelente!

    ResponderExcluir